terça-feira, 23 de novembro de 2010

Microconto/47

Por um momento, o chão sumiu e Vívian não sabia se iria cair ou flutuar. Na dúvida, agarrou-se mais forte àquele que estava à sua frente.
Depois, abriu os olhos nervosamente. Ele lhe estendeu a mão.
Sorridente, ela imitou o gesto e seguiram ambos de mãos dadas, já fora da escola.
Ele não sabia ainda e ela demoraria anos para contar, mas aquele tinha sido seu primeiro beijo.

Um comentário:

Benfazeja Comunidade Literária disse...

Oi, Taty.

Parabéns pelo feito de conseguir escrever por tantos dias, assim!

E ótimos micro-contos. Consegues o essencial!

E estamos atualizando a seção de propaganda !Livre! do site! Caso queira colocar o seu banner em destaque, basta 'colar' o nosso em seu blog.


Detalhes, neste link.

Abraços e esperamos visita!

Wellington Souza
Coordenador