sexta-feira, 9 de julho de 2010

Poesia/65

Eu preciso explodir pra vida!

Eu preciso explodir pra vida!
E esquecer.
Esquecer as palavras bonitas que me foram ditas
Por bocas que nada tinham a ver com a minha.
Esquecer que, sempre acompanhada,
Continuava sozinha.

Esquecer o ritmo acelerado dos corações ao meu redor.
Esquecer, esquecer!
Porque tudo sempre foi pó.
Eu preciso explodir em choro!
Sentir no couro os castigos divinos.
Encontrar quem me faça dobrar sinos.
Amargar e adocicar a vida.
Fazer rimas de paixão incontida.

Não!
Eu preciso de isolamento.
Uma casa no campo, sem tormentos.
Onde eu possa escrever sobre as coisas
Que nunca vivi.
Onde possa dizer que enfim encontrei
Não um amor de verdade, não dinheiro, não fatalidade...
Não, não quero mesmo sofrer, embora espere por isso.
Tudo que desejo é
Paz.

2 comentários:

André disse...

Vc escreve muito bem, muié..
Excelente texto.

Tatyana França disse...

Ow, Dé! Obg pelo elogio, hehe. Que bom te ver por aqui! Volte mais vezes!
Bjs!