sábado, 3 de julho de 2010

Poesia/61

Me come, me cospe, me leva pra casa
Me beija, me xinga, me deixa em desgraça
Me joga, me pega, me dá uma rasteira
Me lambe, me insulta, me fala besteira

Me engole, me bebe, me suga, me culpa
Me rasga, me arranha, me rói, me desculpa
Me pisa, me arrasa, me faz achar graça
Me morde, me aperta, me faz uma pirraça

Me empurra, me atura, me marca, me usa
Me aceita, me gosta, me vê, me lambuza
Me ama, me odeia, me abraça, me cheira
Me liga, me estira, me tira a poeira

Me acorda, me chama, me dá um carinho
Me alisa, me enrosca, me fala baixinho
Me enfeza, me alegra, me bota de pé
Me dá uma cerveja, me faz cafuné

Me empresta, me toma, me faça sonhar
Me molha, me seca, me deixa dançar
Me adora, me embola, me bota na roda
Me arde, me abranda, mas não vai embora!

2 comentários:

Thiago Maldonado disse...

Nossa! que style isso em...

Sâmia disse...

Lindoooooooooo!
Por essa e outras sou tua fã!
---------------------