quarta-feira, 28 de abril de 2010

Crônica/07



O riso

O riso é algo tão natural quanto o choro e a tristeza. Está presente no nosso dia a dia, através de várias situações. Não importa se estamos num trânsito caótico ou numa lanchonete com os amigos – o riso sempre estará no ar, ainda que seja forçado ou irônico.
Apesar de ser uma coisa simples, o riso também tem um que de contraditório: o que é motivo de risada para alguns, pode não ser para outros.
De um jeito ou de outro, está comprovado cientificamente: rir só faz bem. Quem ri bastante, é mais saudável e é considerado alguém mais simpático, além de ser mais requisitado como companhia.
Não que você tenha que sair por aí distribuindo sorrisos, não é isso. Mas é certo que em várias ocasiões, como numa compra na padaria da esquina, sorrir é bem visto por todos ao seu redor. Em situações constrangedoras, rir, quase sempre, costuma ser o melhor remédio. Bem melhor que chorar, se chatear ou ficar se torturando pelo que houve – seja lá o que for, poderia ter sido com qualquer outra pessoa.
Mesmo que você não tenha assim tantos motivos ou seu sorriso não seja exatamente de uma top model, se esforce para rir ao máximo.
Se não conseguir, apele. Cerque-se de pessoas sorridentes, assista a filmes de comédia, vá a um circo! Enfim, faça de tudo para não se tornar uma daquelas pessoas carrancudas e rabugentas.
O riso é algo bastante antigo, mas que nunca deveria sair de moda. É ou não é? Hahaha!

Fonte da imagem: Blog do Eddson

2 comentários:

Juan disse...

Olá Tatyana, td bem?
Não sei se vai lembrar de mim mas sou amigo do Dudu (trabalho na CAPA, lembra?).
Fiquei sabendo do seu blog, fui ler... e lhe dou os parabéns recomendarei a todos que eu conhecer, os posts são muito bons você acaba de ganhar mais um leitor!
Abraços ao Dudu e mais uma vez parabéns.

projetonulladiessinelinea disse...

Oi, Juan! :) Claro que me lembro. Que bom que veio me fazer uma visita e deixou um comentário. Obrigada pelo elogio ;)

Abraços!