quinta-feira, 17 de junho de 2010

Poesia/54

Fingimento

Eu tento esconder a dor
Já é quase minha especialidade
Eu tento não mudar de cor
E assim perco a sinceridade.

Um comentário:

peagÁ! disse...

é interessante que, mesmo não sendo necessariamente social, qualquer fingimento traduz uma espécie de farsa. façamos de conta que não é assim... A sinceridade sentimental é pessoal, isenta de culpas na representação.

belo texto!
=)

peagÁ!