quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Poesia/89



Distrações

Para o gato, um novelo
Para o cachorro, um osso
Para a criança, um fim de semana inteiro
Para o pássaro, um longo vôo

Para o coração, um amor
Para o rei, seu cavalo
Para o branco, qualquer cor
Para o velhinho, uma partida de baralho

Para o stress, uma viagem
Para mim, a Literatura
Para o sério, uma bobagem
Para uma noite de luar, poesia pura.


(Nota: Se a Literatura é uma distração, não significa de forma alguma que ela seja menos importante para mim. Pelo contrário: o que eu mais quero é que ela, mais do que distração, se torne o trabalho de uma vida inteira).

Fonte da imagem: Hot Frog

3 comentários:

Sâmia disse...

E pra isso tu tem talento de sobra, minha amiga! ;)

Sâmia disse...

E pra isso tu tem talento de sobra, minha amiga! ;)

Marcus Varela disse...

Motivação. Aí está uma palavra forte e incrivelmente necessária em tudo na vida. Boa sorte no projeto nulla dies sine linea. Parabéns pelo blog!