segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Versos livres/11

Eu matei o dragão
Enfrentei até São Jorge
Só para te tirar
Do mundo da Lua

Depois comprei os anéis de Saturno
E me mudei de Marte para Vênus
Apenas para estar contigo
No mesmo planeta

Desbravei galáxias
E te presenteei
Mas cometas e estrelas
Não foram suficientes
Para nos salvar

Do buraco negro
Que se instalou
No lugar onde um dia
Existiu amor.

3 comentários:

karla C. disse...

Você escreve maravilhosamente bem! Muito triste saber que depois de enfrentar tanta coisa, o vazio vem e toma conta de tudo. "/

Morri de rir com seu comentário e teoria sobre a crocs! Muito, muito bom. Eu concordo com você, foi realmente um palhaço que inventou aquilo, pode ter dado dinheiro, mas está na lista das piores invenções do mundo, sabia?

Um beijão!

http://viciose.blogspot.com

onourcloset disse...

Nós, as sete meninas mais ridículas da web, Convidamos você para adentrar ao nosso tortuoso mundo. Muita roupa embolada. Várias presilhas de cabelo. E milhares de caixinhas de recordações. Venha para o nosso chá das sete. Venha para as nossas vidas <3 http://onourcloset.blogspot.com/

Malukões disse...

Tinha visto o poema anterior, gostei bastante... esse também ficou muito bom. Massa o jeito que você expressa basicamente o mesmo sentimento com "temas" distintos... show de bola!

http://malukoes.blogspot.com