segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Microconto/08



Um dia, a mulher viu o fogo pela primeira vez. E ficou maravilhada com ele.
Depois disso, noite após noite, ela ficava horas observando o fogo.
E o fogo, crepitando, a observava também.
Até que numa noite, decidida, ela pensou como seria ter o fogo dentro dela, todo dela, e o engoliu.
O fogo não ofereceu resistência, mas isso não evitou que a mulher queimasse as mãos e também a boca.
Mas o pior veio pouco depois. Embora ela estivesse feliz com o fogo dentro de si, seu corpo não estava bem. Ela amava o fogo, mas seu corpo o rejeitava.
E, de súbito, ela cuspiu o fogo de volta ao mundo, de onde ele jamais saiu novamente.
Entretanto, no âmago dela ficou uma centelha. Centelha essa que resiste, até hoje, dentro de cada mulher que veio depois dessa.

Fonte da imagem: Mulher Mosca

9 comentários:

Suzy Carvalho disse...

adoro microcontos =)
sao gostosos de ler e o seu é um deles, mto bom. Parabens :D

Ítalo Richard disse...

Uau! Excelente conto, o prazer está nas entrelinhas...

abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com

:)

Inez disse...

Conto figurado, muito bem escrito.
Parabéns!

Luane disse...

Adorei o seu conto, e principalmente o sentido por trás dele! parabéns (:

Beijos

http://essenciademorango.com

Irine (Yami no Hime) disse...

Maravilhoso texto, cheio de significados ocultos!

Beijos,
Irine (Yami_no_Hime).

Diego! disse...

gostei!
até...

Mumu disse...

Muito legal e criativo.
Ganhou mais um seguidor. Vou colocar teu blog nos meus favoritos, ok!

www.escritasdiretas.blogspot.com

beijos

socialmedia disse...

Parabéns, ótimo conto.
Muito bom.

Nicelle Almeida disse...

Parabéns pelas palavras e a forma que escreve. Amei o seu conto!
Se puder, tb me visita.
Vou passar sempre por aqui e te seguir, tá bom? Se der, tb me segue, ficarei mto feliz.
Beijos =)

www.nicellealmeida.blogspot.com